Sobre Laura Fabrini - Fotografia Profissional de família e seus momentos | Belo Horizonte/MG

Prazer, Laura!

Oi, prazer, aqui é a Laura falando!


(Se você gosta de ouvir história, continue lendo aqui um pouquinho da minha. Se você é super objetivo, corre pro último parágrafo!)


Minha logomarca de cara já entrega a data em que este mundo viu minhas bochechas rechonchudas pela primeira vez! E de lá pra cá, além de um bebê muito gorducho, fui uma criança muito, mas muito feliz! Cresci viajando pro interior, pra casa da minha avó. Férias na fazenda, andando a cavalo, pegando carrapato e bicho de pé. Além disso, eu cresci em casa também, com pé de caqui e goiabeira. Galinheiro e cachorro. Biscoito de nata. Aprendi a fazer fogo com a lupa e folha seca no quintal. A isso tudo, somam-se ainda os pais mais carinhosos e sensacionais que alguém pode ter. Desde sempre treinando meu olhar pro que era bonito aos olhos dos dois, simplesmente para me ensinar o jeito lindo que eles têm de ver o mundo. Fui uma criança curiosa, vivia inventando experiências malucas. Afinal, eu queria ser cientista! 


Mais tarde eu fui estudar pra ser. Porém, antes disso, nadei muitos e muitos quilômetros por anos a fio. Fui morar por alguns meses do outro lado do mundo: Nova Zelândia, onde deixei cair do alto dos 134m de um bungy jump toda a minha coragem e, desde então, tenho medo de altura. Trouxe na mala três álbuns de fotografia, cada um com 200 fotos. Todas reveladas (era filme na época né!?). Cursei Ciências Biológicas. Este curso maravilhoso que me encantou do primeiro ao último dia. Como se não bastassem todas as belezas que meus olhos já haviam visto até então, ali a fotografia apareceu como uma mensagem subliminar, numa disciplina voltada especialmente para documentação científica. Chegou a passar pela minha cabeça “ah se eu pudesse viver disso”. Me formei, caí no mercado: seis anos trabalhando com licenciamento ambiental. Seis anos cultivando gastrite e enxaquecas. No meio do caminho, fiz uma pós graduação na Dom Cabral, Gestão de Projetos. Mal sabia eu que iria projetar a minha própria vida e carreira, o que não demorou. Mais tarde senti necessidade de entender como seria empreender, ser dona do meu próprio negócio, pra que tudo acontecesse sem amadorismo. Então entrou o Empretec na minha vida que foi um divisor de águas.


Diante disso tudo, chega uma hora na vida em que a gente não consegue mais se enganar, e isso aconteceu pra mim quando os 30 anos foram chegando. Vieram mudanças de todos os lados, vários desafios e por fim, mudei o rumo da minha profissão. Já bastava o tempo que eu tinha passado fazendo coisas nas quais não acreditava. Fiz o curso de fotografia pra trazer de volta sentido à minha dedicação diária. Me alimentei por toda vida das memórias carinhosamente guardadas nas gavetas de fotografia da minha família, passei (e ainda passo) horas escutando histórias de vidas inteiras que brotam de uma fotografia. Isto me fascina, e traz sentido. A fotografia me reconectou com a minha paixão pela vida. Pois ela é como uma viagem no tempo, uma volta pro futuro, um resgate e conexão das nossas origens. É incalculável o valor que a fotografia tem na história das nossas vidas. 


Mal conseguimos dimensionar toda a incrível capacidade que ela tem de transportar histórias através do tempo! E eu te contei isso tudo pois há quem diga que a fotografia é resultado de todos os filmes que vimos, das músicas que ouvimos, das experiências que vivemos. E, diplomas à parte, é por isso aí que minha fotografia é guiada. Pelos lugares que passei, pelas emoções que senti, pela vida que se desenrola aqui dentro. Me faz feliz conhecer pessoas, suas histórias e sua diversidade. Enxergar a beleza do que é simples, da vida como ela é, seja ela como for.
----
Sou graduada em Ciências Biológicas, tendo atuado por seis anos na área de licenciamento ambiental. Me formei também como Gerente de Projetos pela Fundação Dom Cabral, e pelo SEBRAE-MG como Empreteca. Minha formação profissional na fotografia se deu pela Escola de Imagem – a maior escola de fotografia da América Latina, mas se deu também por tudo aquilo que contei ali em cima!